Fome

Fome. Palavra muito dita e ouvida em nosso cotidiano. Jornais, revistas... Seja qual for o tipo de mídia, ela está lá. É tão usada que muitos não sabem ao menos o seu significado. Alguns pensam ser aquela vontade momentânea que temos ao ver alguma comida "bonita.

Fome é algo maior e mais doloroso que isto. É ter que sobreviver com menos de US$ 1.00 por dia, mesmo com muitas bocas para alimentar. É ver um filho crescer subnutrido e não poder fazer nada.

Mesmo levando em conta as 800 milhões de pessoas subnutridas no mundo, há aqueles que ostentam luxo e riquesa. Egoístas, a ponto de deixar fortunas a um cachorro e não doar nada a causas humanitárias.

Aproveitando que o ano foi de olimpíadas, é bom retomar: US$ 40 bilhões. Este é um dos números que traduzem a desigualdade do mundo. A China, mesmo levando em conta que é um país comunista, obteve este orçamento absurdo, ganhando o título de "Olimpíada mais cara de todos os tempos". Enquanto isso, muitos continuam passando fome fora do Ninho do Pássaro.

Nós, seres humanos, ainda comtinuamos virando a cara para tudo que foge a beleza e muitas vezes pensando: Mas o que vai adiantar, eu não vou mudar o mundo.

É uma verdade. Já é um passo dificil mudar a si mesmo, que dirá mudar o outro. O mundo então?
- Utopia.

Meus questionamentos são:

- O que você sente quando vê uma imagem dessas? Que poder ela tem sobre você? Como ela te afeta?

Algumas pessoas já me disseram para não tomar como algo tão pessoal as desumanidades porque elas com certeza vão me deixar cada vez mais amargurada.

Elas tem razão nesse ponto, só não perceberam que o que me amargura, me torna tensa, mergulhando em estados de tristeza que não consigo controlar é a minha falta de coragem para dar passos que me levem a mudar alguma coisa.

Nenhum comentário: