A BAILARINA



Que menina não teve sua caixinha de música?
Ups, ou ainda tem...risos

A minha tocava Clair du Lune e era bem velhinha. Com tantas mudanças e longas temporadas fora do país, acabei por perdê-la, mas gostei dessa que encontrei no Youtube...

E como já havia colocado um poema da Cecilia Meireles que fala de uma bailarina e elas, as bailarinas sempre me fazem lembrar da minha, hoje mando a letra que Toquinho fez falando da singela bailarina...
Chuás!

Toquinho - A Bailarina
Toquinho, Mutinho

Um, dois, três e quatro,
Dobro a perna e dou um salto,
Viro e me viro ao revés.
E se eu cair conto até dez.

Depois, essa lenga-lenga
Toda recomeça.
Puxa vida, ora essa!
Vivo na ponta dos pés.

Quando sou criança
Viro orgulho da família:
Giro em meia ponta
Sobre minha sapatilha.

Quando sou brinquedo
Me dão corda sem parar.
Se a corda não acaba
Eu não paro de dançar.

Sem querer esnobar
Sei bem fazer um gran de car.
E pra um bom salto acontecer
Me abaixo num demi plie.

Sinto de repente
Uma sensação de orgulho
Se ao contrário de um mergulho
Pulo no ar num gran geté.

Quando estou num palco
Entre luzes a brilhar,
Eu me sinto um pássaro
A voar, voar, voar.

Toda bailarina pela vida vai levar
Sua doce sina de dançar, dançar, dançar.

Nenhum comentário: