The Magdalene Sisters

Peter Mullan faz um filme duro, de cenas fortes sobre uma história real. O filme é focado em 4 das mulheres que vivem na "Casa de Madalena", sendo que de 3 é mostrado também como elas chegaram lá. Todas as quatro têm grandes atuações e grandes momentos dentro do filme, mas duas em especial merecem destaque: Nora-Jane Noone (Bernardette) e Eileen Walsh (Crispina). Enquanto a primeira passa por uma grande transformação psicológica dentro do filme, a qual percebemos passo a passo, a segunda se destaca em cenas-chave e, também, no desfecho da trama.

A boa impressão do filme já começa em sua primeira cena, simplesmente magistral. Após uma belíssima cena musical, há a apresentação da primeira das protagonistas e também do motivo pelo qual ela acaba sendo levada à "Casa de Madalena". Logo em seguida há uma longa sequência onde diversos personagens conversam sobre o ocorrido em meio a música alta da festa de casamento que está ocorrendo naquele instante. O público nada ouve do que os personagens falam entre si, mas fica nítido o assunto e a gravidade dele apenas pelos olhares trocados e a própria movimentação dos personagens. Simplesmente impressionante.

Os Lares Madalena, na Irlanda, eram de responsabilidade das Irmãs da Misericórdia, em nome da Igreja Católica. Jovens mulheres eram mandadas para lá por suas famílias ou pelos orfanatos e, uma vez lá, ficavam confinadas e obrigadas a trabalhar na lavagem de roupa, onde poderiam expiar seus pecados.

Os pecados variavam entre ser mãe solteira, ser bonita ou feia demais, retardada mentalmente, ignorantes ou inteligentes, ou vítimas de estupro. E por seus pecados, elas trabalhavam 364 dias por ano, sem remuneração. Eram mal alimentadas, surradas, humilhadas, estupradas, e seus filhos levados à força. A sentença dessas moças era indefinida. Milhares de mulheres viveram e morreram nesses Lares. O último Asilo Madalena na Irlanda foi fechado em 1996.

Este filme é contado sob o ponto de vista dessas jovens mulheres durante os anos sessenta, uma era erroneamente tida por alguns como uma época de incontestada liberação feminina. Essas jovens mulheres católicas encontram-se em um pesadelo quase medieval, enquanto o mundo exterior, silenciosamente, (ou em alguns casos, ativamente) apoia o estado teocrático.

O filme mostra como a personalidade dessas mulheres se desenvolve, de maneira positiva ou negativa, em um ambiente controlado e dominado por mulheres celibatárias, servas de Deus, noivas de Cristo. Como podem, as meninas tentam escapar das surras; mas que vitória é esta se permanecem encarceradas como escravas? Uma delas consegue sair de uma forma sofrida e banal, outra é confinada em um sanatório, e mais duas se rebelam, fogem e alcançam a liberdade.


Ficha Técnica
Pôsters
Premiações
Elenco

Site Oficial: The Magdalene Sisters






Nenhum comentário: